Translate

terça-feira, 29 de maio de 2012

O ano vai chegando ao fim pra os vereadores das legislação e agora José?

E na Câmara de Uberlândia já tempos  de correria pelo voto perdido
 Mais fica a dúvida que não  se cala ....
Acasa esta literalmente caindo;
afundando mesmo...
e ninguém se pronúncia quando e como vai ser a reforma do prédio para  o próximo  mandato que vem por ai . 

LITERALMENTE
A
ONÇA VAI BEBER AGÚA
RSS....

sábado, 26 de maio de 2012

terça-feira, 22 de maio de 2012

Municípios fortalecem o debate sobre dívida com a União

A Dívida dos Estados com a União foi o tema da reunião organizada  pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais - ALMG, na manhã desta segunda-feira (21), no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - FIEMG, na cidade de Divinópolis. O ciclo de debates sobre a renegociação do débito é uma iniciativa da ALMG em parceria com a Associação Mineira de Municípios - AMM e FIEMG, que levou para o interior mineiro a discussão sobre o assunto.

Levando em consideração o que Minas Gerais gastou, no último ano, no pagamento da dívida, cerca de R$ 3,3 bilhões de reais, o mesmo valor do investimento total realizado no Estado, incluindo áreas como saúde, educação e segurança. A AMM, como representante legitima das 853 cidades de mineiras, acredita que a renegociação da Dívida com a Federação vai significar um acréscimo de investimentos nos municípios.

O Presidente da AMM, Ângelo Roncalli, lembra que são os municípios que promovem as políticas públicas no país. Para Roncalli "se vê isenções de impostos para grandes empresas, financiamentos com condições muito favoráveis e os municípios e Estados sentem-se penalizados. Essa renegociação vai proporcionar que os municípios e os Estados possam investir muito mais na saúde na educação dentro outras áreas e é isso que nós cobramos".

Ângelo ainda lembra que essa é uma causa nobre, que vai beneficiar a população mineira. "Sem dúvida, a renegociação vai partir para o investimento nos municípios, na criação de postos de saúde, de escolas. Quem ganha é o cidadão, assim, essa é uma união de forças de todos. É muito importante essa mobilização popular junto aos nossos parlamentares junto ao congresso nacional para que de fato essa renegociação ocorra", destaca.

O Presidente da ALMG, Deputado Dinis Pinheiro, abordou que a dívida era de R$ 140 bilhões, em 2000, e hoje chega a R$ 400 bilhões. Ele lembra que a reunião pela renegociação é uma iniciativa que se iniciou em Minas Gerais, no fim do ano passado, e que atualmente ultrapassa as fronteiras do Estado. "Estamos vivenciando uma mobilização crescente e espero a sensibilidade do Governo Federal para rever o mais rápido possível as dívidas dos 25 Estados brasileiros que sofrem com esse problema".

Também estiveram presentes no encontro os Deputados Estaduais Fabiano Tolentino e Antônio Julio, o Prefeito de Divinópolis, Vladmir Azevedo, os Deputados Federais Domingos Sávio e Jaime Martins, entre outras autoridades da região Centro-Oeste de Minas.

Dívida

Segundo dados divulgados pela Câmara dos Deputados, a dívida total dos Estados com a União encerrou 2011 em R$ 388,40 bilhões. Dos 27 entes federativos, 12 conseguiram reduzir a dívida desde 2000. Outros 15 viram os débitos crescerem. Entre eles, está Minas Gerais, cuja dívida saltou de R$ 13 bilhões, há 11 anos, para R$ 62 bilhões até o final do ano passado, um acréscimo de mais de 350%.

A correção da dívida do Estado se dá pelo indexador IGP-DI mais juros de 7,5% ao ano. Até dezembro de 2010, Minas pagou R$ 22,5 bilhões. Mesmo tendo o pagamento mensal garantido pelo Fundo de Participação dos Estados (FPE), o que torna o Estado um tomador sem risco, e considerando as regras atuais de juros e correção, em 2028, prazo final do contrato, o saldo devedor será de R$ 243,3 bilhões, uma elevação de 1.544%.

A Associação Mineira de Municípios, acredita que a renegociação da dívida entre os Estados e União vai impactar diretamente, de forma positiva, nos cofres dos municípios mineiros.
 

Departamento de Comunicação
Associação Mineira de Municípios
comunicacao@amm-mg.org.br 
(31)2125-2434 / 2439               

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Prefeitura paga mais de 4 milhões no software

no maior site de busca você acha de graça



so de manutenção mais 700 mil o valor total daria para construir 4 ubssendo q o softer e somente para a organização de sistemas

Este local precisa de uma travessia elevadar

rua General Ozorio